Auto Ajuda – O Patinho Feio

     Vou falar sobre o genero literario mais criticado e que mais assusta as pessoas e que eu, ate hoje, nao entendi bem porque. A verdade e que as pessoas, algumas mesmo sem nunca ter lido um livro de auto ajuda, colocam todos os autores no banco dos reus. As vezes a pessoa ate gosta do genero mas nao comenta e jura de pes juntos que nunca chegou perto de um com medo de ser discriminada. Sempre tenho a impressao que existe um certo mal estar em se falar de livros de auto ajuda e uma sensacao ainda maior que os que criticam pensam que os leitores deste genero literario sao pessoas inseguras, frageis, perdidas, e que querem respostas prontas…ledo engano.

     Concordo que nem todos os livros de auto ajuda sao recomendaveis. Encontramos muitos livros de auto ajuda realmente horriveis, assim como tambem encontramos romances, biografias, livros de ficcao, terror e ate livros infantis que, na nossa opiniao, nao deveriam ser publicados. Isso me faz lembrar de um livro de auto ajuda que no momento esta sendo muito vendido mas que eu nao tenho interesse em ler. Primeiro porque duas pessoas proximas leram e nao recomendaram, mas claro que isso nao seria motivo para nao ler o livro e ter a minha propria opiniao. Talvez se eu folheasse displicentemente este livro em uma livraria, ate comprasse, mas uma das  pessoas que leu contou detalhes das observacoes finais do autor e isso fez toda a diferenca. Nao gosto e nunca gostei de qualquer tipo de alienacao e nao  suporto pessoas que tentam arrebanhar seguidores seja  padre, pastor, lider de seita ou um escritor (verdade cega e assustador). O nome do livro nao vem ao caso porque o post e para falar de um genero literario e nao de um livro em especial  e gerar polemica.

      Os livros de auto ajuda sao escritos para descrever uma situacao e nao para resolver o problema particular das pessoas. Quem procura em um livro, em um terapeuta, na religiao ou seja la onde for a solucao imediata e magica dos seus problemas com certeza vai se decepcionar (o processo e mais longo, mais profundo e muito pessoal)  Algumas pessoas que leem livros de auto ajuda  estao atras, apenas, de auto conhecimento e eu me coloco entre estas pessoas porque nao me lembro de ter lido algum livro por estar passando por algum problema serio, crise de depressao, sindrome disto ou daquilo mas sempre absorvi o que de melhor o livro tinha a oferecer. No caso das pessoas que leem livro de auto ajuda quando estao com alguma dificuldade, seja na area afetiva, emocional, profissional ou existencial ele tambem  se mostra  eficaz na medida que faz a pessoa meditar, se questionar, rever suas crencas e muitas vezes o que parecia um problemao  da uma clareada. Em alguns casos a pessoa so vai conseguir clarear os pensamentos com um profissional da area de psicologia ou psiquiatria mas alguns preferem ler a ouvir, outros leem e ouvem e outros entram no labirinto da mente e acham o caminho de volta sozinhos (cada caso e uma caso).

       Alguns autores andam preocupados porque as pessoas, no seu preconceito, andam classificando alguns livros de psicologia, psiquiatria, pedagogia e filosofia aplicada como livros de auto ajuda…sim, eles sao de “Auto Ajuda” porque ensinam muito para quem os le mas o que os autores nao gostam e do tom pejorativo que dao a expressao “Auto Ajuda”.

       Estes dias, lendo um livro, vi a seguinte frase: “Somos treinados  ser servos no unico lugar em que deveriamos ser senhores…nossa mente”. Eu penso que um bom livro sobre auto estima, inteligencia emocional, gerenciamento emocional ou seja la que titulo tenha, em muito contribui para aprendermos a sermos um pouco senhores da nossa mente. Afinal, nem o mais ilustre dos psiquiatras e tao bem resolvido assim.

Anúncios

  1. vaneden

    Ju,

    ADOREI! De certeza que temos isso em comum – gostamos de auto ajuda. Praticamente li tudo que ja foi publicado neste genero e em varias linguas, infelizmente ao contrario de voce eu realmente precisava. Para acrescentar tinha também um grupo em Portugal que trocavamos livros e depois conversavamos sobre os pros e contras, chegando assim a muitas conclusoes realmente valiosas. Li nesta epoca uma frase que fez toda diferença em minha vida “Quem vive do passado é museu”, ridiculo, pois nao? Parvo, imbecil até, contudo, era isso que precisa ouvir na altura. Quando leres A SOMA DOS DIAS da nossa querida Isabel Allende veras que ela também nao se limita a aceitar somente a opinioes aos padroes considerado politicamente correto, mesmo porque isso nao é representatico no resultado final. Ser feliz é a meta! Como disse Fernando Pessoa TUDO VALE A PENA, QUANDO A ALMA NAO É PEQUENA!.

  2. Fernanda

    Juliette,
    Adorei seu post!
    Como você escreve bem! Presenteie nosso blog com mais posts… você aparece muito pouco por aqui!
    Concordo com você a respeito do PREconceito sobre os livros de auto-ajuda, que receberam esse estigma de livros de má-qualidade. Eu não gosto nem um pouco desse rótulo “auto-ajuda”. Também acho extremamente pejorativo, porque a auto-ajuda, auto-busca, auto-conhecimento, seja lá o que for, é resultado de muita força pessoal e esforço daqueles que tem coragem de enfrentar suas dificuldades e PREconceitos, e se olharem no espelho, mesmo sabendo que poderão se decepcionar com o que vão ver.
    Acredito que esse processo pode se dar de várias formas: lendo um livro, assistindo um filme, fazendo meditação em frente a uma bela paisagem ou tendo uma sessão profunda com um psiquiatra. Por isso, acredito que essa “busca de si” não é pra qualquer um não!!
    Já que estamos nessa onda de citar frases marcantes, tem uma do Lulu Santos que acho que diz que só quando formos gente grande é que seremos fortes para encarar nossos “porquês” e ir em busca de nós mesmos:
    “Falta eu acordar
    Ser gente grande pra poder chorar”.
    Beijos grandes!!

  3. Elisabete

    As pessoas q dizem não gostarem de livros de auto-ajuda querem nos passar a sensação de serem superiores,mas é o justamente o contrário: teem medo de lidar com suas fraquezas e ficarem de frente consigo mesmas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s