A TEORIA DAS JANELAS QUEBRADAS

A Teoria das Janelas Quebradas e o titulo do novo livro de Drauzio Varella. O livro traz uma selecao de cronicas publicadas ao longo de 10 anos no Jornal Folha de Sao Paulo. Leitura leve e gostosa como se voce estivesse batendo um papo com alguem. Mas o post nao e para falar do livro e sim do titulo do livro. Abaixo uma explicacao, que eu extrai da internet, explicando o que vem a ser a Teoria das Janelas Quebradas.

        “ Em 1982, o cientista político James Q. Wilson e o psicólogo criminologista George Kelling, ambos americanos, publicaram na revista Atlantic Monthly um estudo em que, pela primeira vez, se estabelecia uma relação de causalidade entre desordem e criminalidade. Naquele estudo, cujo título era The Police and Neiborghood Safety ( A Polícia e a Segurança da Comunidade), os autores usaram a imagem de janelas quebradas para explicar como a desordem e a criminalidade poderiam, aos poucos, infiltrar-se numa comunidade, causando a sua decadência e a conseqüente queda da qualidade de vida.

         Kelling e Wilson sustentavam que se uma janela de uma fábrica ou de um escritório fosse quebrada e não fosse imediatamente consertada, as pessoas que por ali passassem concluiriam que ninguém se importava com isso e que, naquela localidade, não havia autoridade responsável pelo manutenção da ordem. Em pouco tempo, algumas pessoas começariam a atirar pedras para quebrar as demais janelas ainda intactas. Logo, todas as janelas estariam quebradas. Agora, as pessoas que por ali passassem concluiriam que ninguém seria responsável por aquele prédio e tampouco pela rua em que se localizava o prédio. Iniciava-se, assim, a decadência da própria rua e daquela comunidade. A esta altura, apenas os desocupados, imprudentes, ou pessoas com tendências criminosas, sentir-se-iam à vontade para ter algum negócio ou mesmo morar na rua cuja decadência já era evidente. O passo seguinte seria o abandono daquela localidade pelas pessoas de bem, deixando o bairro à mercê dos desordeiros. Pequenas desordens levariam a grandes desordens e, mais tarde, ao crime”.

No Livro de Drauzio Varella um dos capitulos fala sobre a teoria e conta que um grupo de holandeses da Universidade de Groningen publicou na revista Science um estudo que esclarece alguns pontos obscuros da teoria, ja que a mesma gerou controversias no meio academico por falta de dados empiricos capazes de comprova-la.

Foram feito 6 experimentos com situacoes ordeiras e situacoes de desordem para analisar o comportamento das pessoas {todas as experiencias estao descritas no livro) e o resultado foi impressionante.

Na minha opiniao, esta teoria realmente faz muito sentido e vou citar como exemplo o Metro de Sao Paulo. Para quem nao e de Sao Paulo e nunca esteve la eu vou explicar: O metro de Sao Paulo, apesar de antigo, e o lugar mais limpo, brilhante e organizado que eu ja vi (nota 1000 para os admnistradores). Certa vez recebi um e-mail, daqueles engracados, onde tinha uma lista dos grandes misterios da humanidade e dentre eles estava o misterio da limpeza do metro de Sao Paulo. Agora falando serio: consciente ou inconsciente os administradores do metro usam a Teoria das Janelas Quebradas . Sei disso porque  ano passado minha sobrinha, que estava concluindo o curso de arquitetura , conseguiu um estagio no metro. Quando ela esteve na Holanda me visitando fiz a pergunta que nao queria calar: Como eles faziam para manter o metro tao limpo, sem nenhuma pichacao, sem banco quebrado, sem vidro quebrado e sem papel no chao, sendo que por ali passam milhares de pessoas todos os dia? Ela disse que qualquer coisa que seja quebrada durante o dia e trocada durante a madrugada e quando amanhece tudo esta em ordem, o que faz, na minha opiniao, com que as pessoas nao sintam vontade de praticar vandalismo.. Entao eu penso que realmente tudo faz sentido porque, se eles deixassem o metro hoje com um vidro quebrado, amanha com um banco quebrado, deixassem os vandalos picharem aqui e acola, em pouco tempo andar no metro seria como andar em um esgoto. Se funciona  la com certeza funcionaria em outros lugares, so falta um pouquinho de boa vontade.

 

Anúncios

  1. vaneden

    Ju querida,
    Li o seu post e fui conversar com o Cees (que e professor da Academia de Policia Holandesa) e falei-lhe sobre a Teoria das Janelas Quebradas e que achei muito interessante.
    Segundo o ele e uma das materias dadas na cadeira de Criminologia, para os estudantes que querem crescer dentro da carreira na policia.
    De alguma forma ja aplicava essa teoria aqui em casa, sempre notei que se deixares um copo fora do lugar a proxima pessoa a entrar na cozinha tambem vai deixar algo desarrumado. Como se inconcientemente nao fizesse muito diferenca, uma coisa la, outra ca, no final esta feita a bagunca.
    Parabens pelo post, ainda bem que estas de ferias e podes nos presentear com os seus escritos.
    Beijos

  2. Bailandesa

    Interessantíssimo Ju. Podemos ver a na nossa própria casa. Cada vez que deixamos algo desarrumado, a nossa tolerância vai aumentando. Até o dia em que não enxergamos mais a desarrumação. Vira rotina.

    Bela contribuição. Obrigada

  3. Juliette

    Pois e meninas, nos acostumamos com o feio, com a desorganizacao e isso nao e bom. A teoria aplicada em lugares de grande circulacao com certeza funciona e pode mudar a paisagem e o comportamento das pessoas. Tambem usei a teoria no quarto do meu filho, trocando carpete velho e gasto e mudando papel de parede…e nao e que ele esta mais organizado com as coisas dele!!! :)).

    bj
    Ju

  4. Juliette

    Oi Lu,

    O Blog pertence a um grupo de 10 mulheres que vivem na Holanda e se reunem a cada 3 meses para conversar, trocar livros e falar dos nossos autores preferidos. Obrigado pela visita e volte sempre.

    bj
    Juliette

  5. Cláudio

    Deparei-me com a crônica “A teoria das janelas quebradas” ao ler o livro do dr. Drauzio Varella e resolvi pesquisar mais a respeito e, entre outras coisas, encontrei o seu site com a matéria sobre o assunto. Gostaria, portanto, de publicá-la em meu blog (www.bikesemlimites.blogspot.com) – com a devida referência, claro.

    Faça-nos uma visita.
    Um abraço
    Cláudio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s