Marcado: Pascal Mercier

Trem noturno para Lisboa

trem-noturno-para-lisboaEstranho e belo, esse não é um livro que agrade a todos. A odisseia de Mundus reserva momentos de extrema introspecção.  Essa é a história de um professor de línguas clássicas que de repente abandona a sala de aula e o seu mundo certinho e monótono, embarcando num trem noturno para a desconhecida Lisboa.

Depois de um encontro com uma suposta suicida numa ponte na pacata cidade de Berna na Suíça, ele cai de amores, não pela mulher, mas pela palavra “Português”; pela pronúncia, melodia, prosódia. Assim, decide aprofundar-se mais e numa livraria, se apaixona ainda mais pela língua quando descobre um  livro do médico português, Amadeu de Prado.

Estranhezas

À medida que lê os dilemas e reflexões filosóficas do autor português, Mundus questiona a si mesmo e nos põe também em xeque.  Aliás, essa é uma das estranhezas do livro,   Continuar lendo